Dropdown Menu

31 de agosto de 2018

The Ninji Saga

Autor: The Kins
Hack finalizada: 9 saídas
Emulador: Snes9x 1.56.2

Adoro as hacks que trocam os protagonistas, sempre foi algo que me chamou atenção e hoje vou postar pela primeira vez sobre uma hack desse tipo. Do mesmo criador de Dongs! The Hack, hoje eu vou falar sobre The Ninji Saga, que é um jogo focado em um dos inimigos menos famosos do Mario, o Ninjinha que fica pulando no castelo do Bowser e que quando criança eu costumava chamar de "Batiminha", mas vamos deixar de conversa e vamos à análise.


A história é bem simples, Ninji percebe que seus amigos sumiram e resolve descobrir o que está acontecendo, mas acaba encarando uma série de testes feitas por alguém conhecido como Zookeeper (que pode ser traduzido como um tratador de animais em um zoológico). Não é a história mais elaborada do mundo, mas guarda uma surpresa final interessante.


O ponto forte do jogo são os gráficos. Muita coisa nova é introduzida nessa área e podemos ver um pouco de outros jogos como Super Mario Bros, Alex Kidd e Mega Man durante o desenrolar das coisas, além de contar com um novo protagonista, alguns novos inimigos e formas, no mínimo, diferentes para os Koopas (apenas em uma fase).


Dizem que na vida de brasileiro é todo dia um 7x1 diferente e devo confessar que trazendo essa hack para vocês eu estou reafirmando esse ditado popular, porque enquanto ela acerta muito na questão gráfica, o resto deixa a desejar. O overworld por exemplo, é o mesmo da Especial Zone, só que com alguns elementos faltando e a casa do Yoshi no lugar da estrela.


As músicas ficaram horríveis, apesar de manterem as músicas originais do Super Mario World, eu joguei com um sentimento de que elas não se encaixavam com o cenário. É estranho ver esse laboratório da imagem acima com a trilha sonora de castelo mal assombrado, além de outras fases baseadas em jogos diferentes que parecem ter músicas aleatórias do SMW original de forma indevida ali, essa era a hack perfeita para se utilizar a OST de outros jogos, mas não foi o caso.



Achou que os problemas tinham acabado, né? Que eu não poderia falar mais nada de ruim? ACHOU ERRADO, PARCEIRO! Senão bastasse os defeitos normais do jogo, ele sofre com lag em algumas fases (tanto no Snes9x quanto no Zsnes). Eu consigo rodar Injustice 2 no meu PC, mas sofri com lag em uma hack de jogo de Super Nintendo, faz a gente pensar que tem algo de errado aí, né?



Mas por que trazer uma hack tão problemática para o blog? Porque apesar de todas as falhas apresentadas aqui, eu ainda considero o level design dessas fases algo que vale a pena ser visto e acho legal mostrar que algumas vezes alguém arrisca tirar o protagonismo do Mario e ousar com algo como o Ninji que é um dos personagens menos populares da franquia.

Dificuldade: 3/5
A falta de power ups e lag nas fases são os maiores desafios.

Jogabilidade: 5/10
Fases curtas e que em alguns casos apresentam lag.

Gráficos: 8/10
De longe o ponto forte do jogo, embora também apresente algumas falhas, com o Ninji andar com o sprite de pulo.

Música: 2/10
Essa hack pedia músicas de outros jogos, mas além de utilizar as músicas originais, elas não parecem encaixar nem um pouco com o cenário.

Mapa: 0/10
Conseguiram deixar a Especial Zone pior.

Criatividade: 8/10
Vou dar uma boa pontuação em criatividade pelo fato de usar o Ninji e por algumas coisas do plot que você vai descobrir se jogar.

Nota Final: 5/10
Não chega a ser uma hack ruim, ainda mais se considerarmos que é de 2005, mas apresenta falhas demais para que eu possa dar uma nota acima de 5.

Um comentário:

  1. Uma hack que eu sonho em jogar , e uma que tem o Dry Bones como protagonista, pena que o autor so lançou vídeos no YouTube mas não deixou link pra download 😯

    ResponderExcluir