Dropdown Menu

10 de fevereiro de 2018

Super Mario World Adventure

Autor: Gregor
Hack Demo: 7 saídas
Emulador utilizado: Snes9X 1.55

oi.
bem vindo a mais review.
M O R A N G U I N H O
Super Mario World Adventure, uma hack demo que, segundo o autor, serviria como uma "DLC" a sua hack original (também demo, esse cara nunca termina as coisas [tipo eu]). É relativamente curta, no entanto, não foi postada a muito tempo atrás. Assim, é provável que consigamos mais atualizações em breve.
O nome da hack vem de um antigo jogo que nunca foi lançado, e que seria supostamente a sequência de Super Mario World, criada a partir de uma parceria entre a Nintendo e a Sony, lá por meados de 1980.
Sendo assim, porque não colocar um marmanjo com barba no pescoço pra fazer essa continuação, não é mesmo?
Dá pra pegar moedas com casco


Historinha:
"Parece que a viagem de Mario terá que esperar, agora que seu balão mágico foi atingido por um raio! Mas, onde será que o Mario acabou pousando...?"
Genérica? Nem tanto. As músicas que escutamos ao longo da hack são ports de Super Mario Bros e remixes das músicas originais (inclusive a música do castelo é a melhor). Gráficos ao longo da hack são raramente customizados. A hack realmente possui um estilo bem vanilla, com músicas mais "clássicas" e inimigos padrões. O boss, sim, é customizado, e imagino eu que todos os outros da hack serão.
Nessa hack, spin jumps não existem porque o autor achou que era muito apelão (lol).
Bichos escorregam.

Uma característica que eu gostei muito da hack são as paletas. Essa fase, por exemplo, possui uma escolha imprescindível, tons de azul, rosa e vermelho muito agradáveis aos olhos.
Podemos ver que temos alguns sprites semi-novos, como o do Rex, ao lado. Alguns detalhes como as Star Coins e o estilo da porta do boss foram alterados também, para combinar com o estilo semi-vanilla da hack mesmo.
Há muitos elementos da hack anterior do autor, New Super Mario World, que estarão presentes aqui também, então podemos esperar por muitas coisas no futuro.





Hora das notinhas, enfim:
Dificuldade: 2/5
Como a hack no momento só inclui o primeiro mundo, ainda está suficientemente fácil. Porém, o boss está um pouco difícil demais para o que seria o adequado.

Jogabilidade: 9/10
Mecânicas novas virão, anunciou o autor. O level design está muito bom, foi muito aprimorado da sua hack anterior, em que ele mesmo fez autocríticas e aprimorou tudo o que não estava bom.

Gráficos: 8.5/10
Por enquanto, não vemos muitos gráficos custom, mas podemos confirmar que a escolha das paletas é uma das melhores, e que combinadas com gráficos que virão a ser inseridos no futuro, o resultado poderá ser incrível.

Música: 8/10
Um pouco genérica em alguns pontos, mas algumas como o remix do castelo são muito boas e encaixam com o ambiente. Acho que isso é basicamente o espírito de semi-vanilla, certo?

Mapa: 9/10
Remodelado do original, com gráficos custom, é muito bonito no geral.

Criatividade: 9/10
Suas ideias anteriores misturadas com atuais formam uma demo muito promissora, com estruturas dinâmicas e bonitas de uma mente criativa.

Nota Final: 8,75/10
Uma demo que vale a pena jogar, e nos faz ficar ansiosos para as futuras atualizações do autor. Pode ser que o jogo original nunca tenha saído, mas bem que poderia ser esse, diria eu.

Um comentário: