domingo, 27 de março de 2016

Super Linkdead World

     

 Hack Demo : 10 Saídas    
Autor(a): GbreezeSunset
Emulador: Snes9x

                       
Seguindo o clichê das primeiras postagens dos redatores... Bem-vindo ao Mario Hacks 2! Eu, também conhecido como Akutarex, começarei com a primeira hack kaizo do blog, acompanhada com um vídeo editado feito por minha pessoa que tende a se tornar um padrão das minhas reviews :3.

Super Linkdead World é uma hack Kaizo Light que ainda está em versão demo. Game Over é algo que não existe já que as vidas são infinitas, motivando players diferenciados a jogarem essa hack sem o uso de save states. As fases podem ser escolhidas sem uma ordem específica, pessoas que detestam fases aquáticas e escorregadias gostaram da ideia. A história, tão complexa quanto minha saudação ao Mario Hacks 2, nada mais que um simples "Bem-vindo" junto com uma pequena introdução da hack.

Mario mostrando como bugar a hack.
A principal característica são as fases, que são resultados de muita criatividade e vontade de fazer a hack, plataformas que não costumam ser combinadas, toupeiras que saem do background, fases aquáticas com super koopas, fases escorregadias com blocos voadores e layer 2 tentando te matar são alguns exemplos de recursos utilizados nas fases.

As músicas são muito agradáveis de se escutar (se você não ficar voltando com o save state toda hora), combinam bastante com ambiente e não me recordo de ter escutado a maioria dessas músicas em outras hacks.   
                                                                                                        
Mario concentrando todo seu poder de luta para
passar desta parte que é mais difícil do que parece

A jogabilidade foi um pouco modificada do padrão, onde desabilita o poder de entortar a câmera, não continuar com o Yoshi quando terminamos as fases (o sprite do mario buga quando termina a fase com ele) continuar com os power ups após sair de uma fase já concluída pelo pause e o Mario não cresce ao chegar no Checkpoint. Pequenos detalhes como esses evitam falhas nas fases e meios alternativos de se concluir um cenário por meio de gambiarras.

A Hack não possui gráficos customizados, o que não faz falta, já que em uma hack kaizo, as fases tendem a ser o ponto principal.
                                                                             

Depois Yoshi não sabe porque é abandonado
em buracos e lava.
                                                                                                                                                                                                      
Pelo incrível que pareça, não morri depois da foto
(...)


DIFICULDADE (KAIZO) Fácil
Uma nota 2 seria muito baixa e 3 seria muito alta, 2,5 se identifica com essa hack. As fases em geral possuem uma dificuldade em comum, já que todas costumam explorar uma área diferente do player, uma hack que com save state e paciência da para passar.

JOGABILIDADE 10/10
A Hack é bem interessante de se jogar, o level design é muito bem aplicado e inúmeras coisas diferentes tentando te matar fazem com que cada obstáculo seja diferenciado.

GRÁFICOS 
É o mesmo do Super Mario World padrão. Na hack, não faz falta um gráfico customizado.

MAPA 3/10
Apenas para ocupar espaço, possuindo um bug que faz com que a room pare de funcionar, esta nota não vai afetar a nota final já que essa hack é apenas uma demo.

MÚSICA 10/10
Ainda estou querendo descobrir qual música que toca na música da casa do Yoshi, o port foi muito bem feito e aplicado.

CRIATIVIDADE 8/10
Esta nota vai alta por características semelhantes já descritas na categoria de jogabilidade e dificuldade, em relação a construção das fases em geral.

NOTA FINAL 9/10
Uma hack que me surpreendeu bastante, com fases criativas e com mecânicas diferentes, com músicas que me fazem querer jogar novos jogos de SNES e um puzzle que me faz abrir a hack no Lunar Magic pra conseguir resolver. Em geral , uma hack que vou recomendar para alguém que curte Kaizo. Estou colocando muita fé neste arquivo .ips em sua versão full.

VÍDEO SOBRE A HACK



Nenhum comentário:

Postar um comentário