domingo, 24 de julho de 2016

TRAWASBNONASYACTNISGAS



Autor: Shizufuzu
Hack finalizada - 05 saídas
Emulador usado: Snes9x v1.53

Nome estranho, não é? Pois bem, esse titulo esquisito aí significa "Toad's Random Adventure Without A Story Because No One Needs A Story Yeah And Cmon This Name Is So Great And Short" , ou no bom português, "Aventura aleatoria do Toad sem historia porque ninguem precisa de historia exatamente e poxa, esse nome é tão legal e curto". Difícil entender o que se passa na cabeça do autor ao colocar um nome desses, talvez criatividade? Bom, o que importa é que vamos conhecer essa hack curiosa.

Como o título deixou claro, você joga com Toad e não tem história. Basicamente você passa por algumas fases sem muita ligação e pronto. Ou seja, não vai muito alem de uma mini-hack padrão.

Alguns elementos que podemos destacar dessa hack são: gráficos customizados, uso de HDMA, sprites de alguns inimigos foram trocados (não ficou tão bom assim, mas tudo bem), e músicas customizadas. Algumas delas são muito boas, outras nem tanto.

O jogo não é muito bem balanceado em questão de dificuldade. Embora ela seja classificada no smwcentral como "normal", em um dos momentos o save state foi necessário para entender uma das fases. Além disso, o jogo não tem save, então se perder todas as vidas em alguma das fases, terá que começar o jogo de novo. Tudo bem que são só 5 fases, mas ainda assim não é muito justo.

Essa fase foi enjoada.
Em termos de criatividade, só deu pra perceber ela no título mesmo. As fases são até bem construídas, mas não foi muito alem disso. O jogo só possui uma interação com o jogador na última fase, mas a caixa de texto nem em inglês era, o que dificultou um pouco o entendimento.

Scaaaary...
Dificuldade: 3.5/5
O jogo não é muito balanceado, mas na maioria das fases é bem tranquilo. Só tome cuidado com as duas ultimas fases.

Jogabilidade: 6/10
Em algumas ocasiões, só foi possível entender as fases depois de tentativa e erro. Isso não é aceitável.

Gráficos: 9/10
Ótimas escolhas, combinaram muito bem com o ambiente.

Músicas: 8/10
As escolhas foram boas em sua maioria.

O mapa: 7/10
Sem muita criatividade, com elementos que nem foram usados ainda.

Criatividade: 7/10
Embora com boas escolhas, a hack não vai muito alem do que propõe.

Nota final: 7/10
É uma hack razoavel. Dá pra se divertir, mas existem jogos melhores.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Windows Mario World

Autor: BetaMaster64
Hack Demo: 13 saídas
Emulador: ZSNES

Um exemplo de blocos, os outros são variações dos temas.
Aí você está tranquilo pesquisando uma hack para jogar quando se depara com esse estranho título "Windows Mario World" e, como sou um tanto curioso, resolvi jogar e analisar cada parte dela.
Bem, acredito que o ser humano autor dessa coisa estava meio chapado quando teve essa ideia e, por incrível que pareça ficou bom, Mario se aventurando pelos sistemas operacionais da Microsoft e alguns programas aleatórios enfrentando chefes temáticos (como aquele clipe de papel do antigo Excel), mas ainda falta muito para fazer, essa é só a ideia. 


O jogo é bem simples, não é necessário usar glitches e nem tem fases kaizo, as fases são grandes e o visual está bem bonito, os back grounds estão caprichados e vários itens foram alterados como por exemplo, as Yoshi's coins que se transformaram em Cd's, os check points que são  os disquetes e os blocos que contém itens e moedas, eles agora se parecem com os cones de minimizar e maximizar. Porém, os inimigos são repetitivos durante todos o gameplay só encontrei Koopas e Chargi'n Chucks (os quarterback) e depois de um tempo vira algo cansativo.

Aqui temos de volta o SMW comum no ZSNES
Já posso até escutar a música theme

No over world há pontos para melhorar, como as cores que poderiam ser mais variadas com tons que não sejam de azul e aquele slot de memória ficou um pouco confuso, poderia haver mais detalhes nele, entretanto as fases estão dispostas em ordem cronológicas com o lançamento das versões do Windows e há também um mundo "secreto" chamado ZSNES
Como eu disse no ínicio é uma ideia boa, tem elementos bons e muita coisa já está pronta, porém ainda há muito trabalho pela frente e elementos há acrescentar, sem mais, vamos a avaliação:

DIFICULDADE: 2/5
A gameplay é fácil, consegui zerar sem save states, só precisamos ficar atentos em alguns lugares com armadilhas bobas e em algumas fases é possível se perder devido ao seu tamanho enorme.

JOGABILIDADE:  5/10
Alguns lugares são uma espécie de labirinto, é preciso cautela para não fazer um loop e voltar ao começo do nível, o que chateia é a repetição dos inimigos, só tem dois tipos, basicamente.

 Gráfico: 7/10
Os inimigos são os mesmos do SMW padrão, porem o "chão" e o BG mudam de acordo com o tema, que aliás são lindos e fiéis ao Windows. E eu gostei disso, por isso o 7.

Música: 8/10
Algumas combinam com as fases como a Windows XP com o tema de Metrois Zero Mission e outras nem tanto como no Windows 7, os sons estão bugados e acredito que seria melhor retirar o efeito de eco desse lugar para as coisas ficarem menos confusas.

Mapa: 7/10
Foi uma boa tentativa de imitar uma placa de circuito impresso de computador, as fases são representadas por Hd's, onde as mais escuras têm duas saídas e o mapa do ZSNES é basicamente a tela inicial desse emulador.


Criatividade: 8/10
É uma boa ideia que poderia se expandir mais e ter continuações legais e chefes épicos, pena que essa é apenas uma demo que, no meu ponto de vista foi lançada cedo demais.

Nota Final: 7/10
Até que não ficou tão ruim assim, apesar de estar nesse estágio ela ainda é um bom atrativo, vale a pena dar uma jogada.

Vídeo


domingo, 17 de julho de 2016

Mario In Japan

Autor: Hadron
 Jogo Finalizado (1 Level)
 Emulador: Apenas ZSNES 1.51
 
Vamos falar de uma ótima hack que tinha feito review no antigo blog, Mario in Japan! Que como o prórpio nome sugere, mario que está cansado de não fazer nada, e decidi ir para um dos paises mais queridos pelos Otakus brasileiros, o japão! porém, suas férias logo foram intorrompidas por um exercito de tartarugas estava atacando a cidade, era Bowser em mais um dos seus planos malignos! Então Mario entra em mais uma jornada para parar Bowser!
 
A hack possui, obviamente, milhares de coisas ligadas ao Japão, músicas com instrumentos típicos de lá, lugares típicos como as planície e templos, tudo isso com ótimos gráficos demonstrando esses lugares. Sua jogabilidade é bem fluida, bastante opções de rotas pela fase, bastante power ups pelas fase para te ajudar a completada e até uma diversidade de inimigos muito boa. A hack possui 3 stages com um final boss no final, e em cada stage tem um checkpoint, desta forma, você jovem aventureiro pode completar a hack sem utilizar SaveStages.

Está hack foi feita para um concurso de hacks feita no SMW Central de 1 Level, por causa disso a hack é curta e deixa um gostinho de "quero mais"  


Mario tava tão entediado que dormiu na mesa mesmo

Dificuldade: 3/5
Inimigos bem chatinho em alguns lugares, e bastante power ups para te ajudar a passar dos desafios.
Jogabilidade: 9/10  
Rapida e dinâmica, vários inimigos, além de ter uma dificuldade bem balanceada, tornando um desafio simples e interessante
 
Gráfico: 10/10 
Ponto mais forte da hack, gráficos bem bonitos que surpreenderam bastante na época
Música: 9.5/10
A música do primeiro stage é uma das melhores que já ouvi (você pode ouvir ela "clicando aqui")
O resto das músicas foram bem colocadas.

 Mapa: Japan(?)
Bem... é a imagem do Japão, como só é um nivel não posso comentar muito

Criatividade: 9/10
O seu maior ponto é ter conseguido colocar suas ideias na hack, que por mais que pareça simples, ficou bem colocado e de maneira muito boa

 Nota Final: 9,3
Uma ótima hack de 1 nivel que recomendo a todos, e como é só 1 nivel, não custa nada conhecer está hack, prometo que vão adorar ela! Então clique no botão abaixo e embarque numa aventura para o japão de graça.

sábado, 9 de julho de 2016

Kaizo Mario World 2


Autor: Takemoto
Hack Finalizada: 12 Saídas
Emulador Utilizado: Snes9x 




Kaizo Mario World 2, assim como seu próprio nome diz, é uma continuação da hack "Kaizo Mario World" feita por Takemoto, que ficou conhecida no youtube como Asshole Mario. A hack não possui gráficos, músicas ou sprites novas, ou seja, é uma hack Vanilla que é explicado pelo o fato que essa hack já é bem antiga (existe vídeo de 2007 sobre ela)


Mario passeando num monte de nada
A ideia da hack permaneceu a mesma, porém, mais difícil que a anterior, com fases bastantes únicas, fases na água, em cordas, escorregadias e até mesmo uma fase puzzle, onde todas possuem o mesmo objetivo, te matar.

Como o jogo está em Japonês, não pude entender a história, mas provavelmente deve ser algo simples, como a maioria das hacks deste estilo

A dificuldade aumenta de forma progressiva e pode ser bem apertada em algumas partes usando apenas save states (principalmente as ultimas). Uma coisa boa é que o jogo não faz com que o player precise usar glitches.




Spam de golfinho não pode faltar em uma kaizo
Os Bosses são os mesmos que o original sendo que em obstáculos diferentes, onde o modo de derrotar se tornou bastante único por conta disso, deixando o último boss do jogo muito mais difícil do que o último boss do Kaizo Mario World 1 (Era o Bowser invisível).

O mapa do jogo é bastante vazio e simples, tendo apenas a função de dividir as fases. A hack não contém saídas secretas, onde a conclusão de todas as fases leva o player aos créditos do jogo original.

A série Kaizo Mario World foi uma hack que ficou conhecida principalmente por ter sido jogada por grandes youtubers, e aqui, vou fazer referência a 2 pessoas, ao Deep, que concluiu essa hack em live, jogando a hack por cerca de 50 minutos, e ao Pai Troll, que fez gameplay completo da Kaizo Mario 1,2 e 3


Sim, ninguém aguenta ficar esperando para passar
dessas rodas de fantasma
Até o momento, vi poucas hacks que fazem uso
desta ponte
O Big Boo de uma forma menos fácil
Onde você começa no jogo.



Dificuldade (KAIZO) Fácil
A hack é bem mais difícil do que a sua antecessora, porém, ainda considero essa dificuldade, apenas com saves e na tentativa é possível concluir essa hack

  JOGABILIDADE 9/10
Assim como algumas hacks que já fiz review, as fases são bastantes variadas em o que é colocado para te matar, possuindo também, uma boa progressão em relação a dificuldade.

GRÁFICOS
Mesmos gráficos do SMW padrão.

MAPA 4/10
O mapa é bastante vazio e simples, praticamente formado só por grama.

MÚSICA 
Mesmas músicas do SMW padrão.

                                                                                    CRIATIVIDADE 8/10
A hack é do estilo padrão de Kaizo, porém, pela sua época de lançamento acredito que uma hack de SMW com dificuldade bastante elevada poderia ser considerado algo criativo

NOTA FINAL 8/10
Uma hack kaizo padrão, com obstáculos únicos e diferenciados, que com certeza serviu de inspiração para muitas kaizos futuras, ela praticamente seguiu a mesma fórmula de sua hack anterior, sendo que com uma dificuldade um pouco mais elevada


VÍDEO SOBRE A HACK


sexta-feira, 8 de julho de 2016

C3 começou hoje!

Hoje começou um dos eventos mais importantes do universo do SMW Hacking, o C3! também conhecido como Central Creativity Convention, (Centro de convenção de criatividade) onde várias pessoas publicam suas mais novas novidades, além de lançar coisas totalmente inéditas e incriveis.

Para acessar o link, só "clicar aqui" (Site em inglês)

Caso não entenda inglês, não se preocupe, que logo vamos trazer as principais novidades depois do evento.

Até a próxima postagem pessoal, falou!

quinta-feira, 7 de julho de 2016

TAS - Tool Assisted Speedrun


Você já vagou no Youtube procurando uma game play e se deparou com os vídeos  feitos por um tal de TAS? Parece nome de canal, mas não é, falaremos um pouco sobre isso.

TAS  significa Tool-Assisted Speedrun e são videos feitos através de emuladores onde o jogador pode gravar e regravar a mesma parte, jogar em camêra lenta ou até em frame-por-frame com o objetivo de levar o jogo ao limite superando limitações humanas para tirar aquele "Uaaaaal!" de nossas gargantas.
E onde isso iniciou?
Um pouco de historia.

Tudo começou, diz a internet, quando Andy "Aurican" Kempling lançou uma versão modificada de Doom onde ele conseguia gravar demos em câmera lenta e repetir várias e várias vezes a mesma coisa até ficar "perfeito". Depois de um tempo, em junho de 1999, Esko Koskimaa, Peo Sjoblom e Jonatam Dooner abriram o primeiro site para divulgar essas coisas.

Assim como outros sites que surgiram sobre o assunto, os mantenedores sempre informavam que o propósito dessas demos era o simples entretenimento sem competição, apesar que tentar atingir o menor tempo havia se tornado uma competição. O local cresceu muito, e as postagens eram frequentes e depois de um tempo quando saiu a versão 2.03 of Lee Killough's Marine's Best Friend Doom source port (baseado na versão Boom source port) -Algo que abordarei em outra hora- tornou tudo ainda mais fácil. O site permaneceu ativo até agosto de 2001, quando Jonathan Donner postou uma mensagem dizendo que o site serviria apenas de arquivo e as demos cessariam.

Então em 2003 um jogador japonês (tinha que ser né) chamado Marimoto postou um vídeo onde ele zera o SMB 3 em 11 minutos, causando uma grande polêmica pois muitos não sabiam como aquilo era possível  e essa gravação serviu de inspiração para Joel "Bisquit" Ylilouma criar um site chamado "NESvideos" que era dedicado a speeds do nintendinho, e foi crescendo e se tornando diversificado e então mudaram o nome para "TASvideos" a maior comunidade sobre o assunto até hoje.

 
Vídeo de Morimoto

Como Fazer.

Isso depende muito da plataforma do jogo, mas basicamente o que você precisa é de um emulador que tenha a capacidade de gravar as teclas pressionadas ou em câmera lenta e até mesmo frame-a-frame e uma grande quantidade de paciência pois regravar diversas vezes é bem cansativo. Você pode encontrar o emulador certo no TASvídeos, que como eu já expliquei é uma grande comunidade sobre o assunto.

Conclusão
TAS é uma forma de levar o game ao extremo, mostrando um uso diferente para alguns itens e utilizando até dos bugs do sistema para terminar o jogo e mostrar que pode ser possível fazer "milagres" ultilizando da criatividade para fazer coisas incríveis numa gameplay. Espero que tenha conseguido explicar para vocês um pouco desse universo.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Tutorial: Inserção de Custom Sprites

Esse tutorial é para você que ainda tem dificuldade em inserir custom sprites em sua hack e que também quer se ver livre daquele "X" em seu level quando finalmente consegue inseri-los, pois quer ver o próprio custom sprite enquanto edita sua ROM pelo Lunar Magic.

Ainda penso em fazer um vídeo tutorial assim que eu aprender como fazer um, mas por enquanto fique com esse documento bem explicativo (mas que no momento não contém nenhuma imagem de exemplo) que você poderá fazer download abaixo. Se houver alguma dúvida, por favor poste um comentário e eu tentarei ajudar onde você está tendo dificuldade.