Dropdown Menu

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Kawaii Princess Party :3

Autor: Zildjian
Hack Completa: 1 Saída
Emulador utilizado: Snes9x 1.56

OBS: A hack a seguir possui imagens fortes para olhos sensíveis. Use óculos escuros, ok?

De todas as hacks que eu já tenha visto ou jogado, nunca tinha me deparado com tanta originalidade como esta. Kawaii Princess Party (Festa da Princesa Fofa) é uma mini-hack de apenas um level publicada exclusivamente para a C3 de 2014 pelo insano Zildjian. Conhecido pela comunidade pelas idéias fora da casinha, o autor conseguiu chutar o pau da barraca, simplesmente porque ele usou uma bela harmonia de cores, como você pode contemplar na imagem abaixo:

"Oh, no!"

Dificuldade: 2/5
As cores criam uma sensação de falsa dificuldade.

Jogabilidade: 6/10
O jogo é bem linear, mas as cores criam uma sensação de falsa dificuldade.

Gráficos: 7/10
Uma mistura de gráficos baunilha e cores que criam uma falsa dificuldade.

Músicas: 6/10
Me deixou um pouco desconfortável (é sério!)

Mapa: ROSA/10
Rosa é muito bom, gentem.

Criatividade: 9/10
Orgulho do Bob Ross!

Nota: NEVER AGAIN/10
Uma belíssima hack pra se jogar apenas uma vez na vida e olha lá.
Quero dizer, isso se você não ficar cego depois disso...

Donkey Kong: Jumpman Returns

Autor: Big Brawler
Hack finalizada: 4 saídas
Emulador: Snes9x 1.56.2

Além de hacks você é fã de jogos clássicos? Se amarra naqueles jogos de arcade de antigamente? Então hoje eu vou trazer uma hack que leva o bigodudo de volta para os seus primórdios, onde o herói era o Jumpman (que acredito não ser a mesma pessoa que o Mario). Nessa hack a gente continua as histórias dos jogos originais do Donkey Kong.


A história é aquele velho clichê de Super Mario. Assim como em Donkey Kong original, Pauline foi sequestrada pelo gorilão e cabe a Jumpman salvar sua amada.


Os gráficos imitam os de Donkey Kong e eu achei isso genial porque realmente dá a sensação de que você está jogando uma sequência dos jogos de arcade. Trocaram os sprites dos Goombas para Kirbys, o que não fez muito sentido para mim, mas acho que foi para diversificar ainda mais as franquias presentes. Pontos que não gostei foram gráficos originais do SMW que não encaixam com o jogo, incluindo o overworld e os nomes dos protagonistas na fase.


O jogo soube e muito bem acrescentar uma dificuldade desafiadora. Me vi preso em alguns momentos, me perguntando o que eu deveria fazer para passar de determinada parte. Os barris pegando fogo te matam instantaneamente e não tem checkpoint. Além disso tudo, algumas fases possuem coisas únicas para dificultar a vida do jogador (geralmente elas são especificadas no começo da fase).


As músicas encaixam com o jogo e fui capaz de reconhecer que o som de quando Jumpman morre é de um dos DKCs de Super Nintendo, mas tirando isso não vi nada muito relevante para se falar sobre.


O mapa, como eu já disse, apresenta os gráficos originais de Super Mario World e no momento que um dos morros crescem, apresenta um bug, mas tirando esses aspectos, achei que ficou até bem feito e passou a sensação de estar subindo cada vez mais.

Dificuldade: 4/5
Tem umas partes bem tensas de se passar.

Jogabilidade: 8/10
Nada inovador, mas apresenta fases bem trabalhadas.

Gráficos: 8/10
Seguiu o estilo do Donkey Kong de arcade, mas falhou em colocar gráficos do SMW.

Música: 7/10
Música encaixa bem.

Mapa: 6/10
Não é feio, mas não achei que tenha a ver com a temática do jogo.

Criatividade: 8/10
Adorei a ideia de retornar ao Jumpman!

Nota Final: 7/10
Rápida e divertida, para os fãs do Donkey Kong original é um prato cheio.

DOWNLOAD

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Super Demo World - The Legend Continues


Autores: FuSoYa, Zero-G
Hack Finalizada: 120 saídas
Emulador Utilizado: ZMZ

Olá, pessoal! Aqui quem escreve é MajorFlare, apresentando para vocês, em minha primeira review, uma hack que fez AQUELE sucesso há muitos anos, mas que ainda traz muita coisa interessante. Essa hack foi feita há MUITO tempo (antes da Internet wi-fi, amigos), com o objetivo, segundo o próprio autor, de "mostrar como o Lunar Magic consegue editar o Super Mario World" (para quem não sabe, FuSoYa é o criador e dono do Lunar Magic). 
"MAMA-MIA! Roubaram o meu café!" - Mario

A primeira coisa que notei ao jogar essa hack foi a nova história, que é bem diferente. A sua missão é ir em cada castelo dos filhos do Bowser e resgatar os ovos... para o seu CAFÉ DA MANHÃ! Ou seja, temos um encanador faminto em busca de aventuras para começar o dia mais saudável. Quando comecei a passar as fases em si, o que me chamou a atenção em especial nessa hack é o fato dela ser GRANDE: ela tem nada menos do que 120 saídas! Divirta-se tentando achar todos os secretos da hack, pois eles são mais de 8000!

Está pronto para o Natal, Mario?

A curva de dificuldade dessa hack é razoável: começa com fases curtas e tranquilas, e vai ficando mais desafiadora à medida em que os mundos são completados, mas... alguns lugares são muito difíceis para o mundo em que estão: há castelos e fases quase impossíveis em mundos fáceis, e algumas fases dificílimas seguidas de fases fáceis nos mundos finais.

"MAMA-MIA! Água-viva!" - Mario

Além dos gráficos e cores, que foram bem modificados, o autor utilizou alguns recursos a mais, como blocos customizados. Quanto aos temas das fases, eles variam desde fases normais, com os gráficos do SMW, até fases com temas variados. O mapa é muito bem feito, te dá vontade de explorar. Há mundos dos mais variados temas, e são 10 deles para se brincar. De ilhas nubladas a mundos ultrassecretos, há muito o que encontrar pela frente. A melhor, na minha opinião, é a quantidade de fases com duas saídas, evidenciando quantos secretos existem para serem achados. O único ponto negativo, para mim, foi a dinâmica das fases nos últimos mundos (sem SPOILERS!), mas nada que atrapalhasse a aventura.

O céu é o limite!... ou não.

Adivinhem onde o Mario está...

Como tudo na vida, a hack não tem só pontos positivos. Tenho que destacar duas coisas em que esse jogo deixa a desejar: uma é a falta de músicas (vamos relevar, essa hack foi feita na Pré-História do SMW Hacking, não havia como inserir músicas) e a outra são como algumas fases não são tão criativas, alguns puzzles são cansativos e, claro, fases semi-quase impossíveis numa hack que não é kaizo (COF-COF CRYSTAL CASTLE!)

Ajudem esse pobre encanador, preso no mato de canos sem desentupidor...

Rumo às estrelas!!!



Dificuldade: 5/5
Eu até ia dar um número menor, mas a quantidade de secretos chatos de achar, fases difíceis, algumas até kaizo (CRYSTAL CASTLE!!!), me fizeram aumentar a nota. E nem me fale no tamanho da hack.

Jogabilidade: 7,5/10
O jogo foi legal, bem pensado, tem bons recursos... mas o jeito de algumas fases (Crystal Castle), alguns secretos e a curva de dificuldade acabaram  prejudicando a jogabilidade como um todo.

Gráficos: 9,5/10
A hack usou belos gráficos, tanto no mapa quanto nas fases, e eles ficaram bem colocados. Porém, a presença de cutoffs fez com que a nota não fosse 10.

Músicas: ---/10
A hack é da Idade da Pedra, antes de se inventarem as músicas customizadas...

Mapa: 10/10
Para mim, esse é o principal ponto forte da hack. Um belo mapa, com ótimos relevos, cores, gráficos, etc. Está de parabéns.

Criatividade: 8/10
A ideia de se fazer uma hack demonstrando o que o Lunar Magic pode fazer foi legal, embora tenha a "trapaça" da adição de blocos customizados.

NOTA FINAL: 8,7/10
No geral, é uma boa hack, tem fases legais, mapas bons e secretos interessantes. Mas poderia ser melhor, principalmente quanto à dificuldade.

Enfim, por mais que Super Demo World - The Legend Continues tenha seus probleminhas (que hack não os tem), não deixo de recomendá-la para quem quer jogar uma hack desafiante, e apreciar o trabalho e o esmero com os quais ela foi feita. Lembrem-se: a hack tem DÉCADAS de vida 😆, e, como não tinha quase nada de ferramenta para adicionar blocos, inimigos, etc., o FuSoYa merece respeito por colocar tanta coisa legal na tora mesmo, usando só o Lunar Magic e os ASMs da vida (e o fato de que ele é japonês).