Dropdown Menu

23 de novembro de 2017

This Hack Needs a Name

Autor: yeahman
Jogo finalizado - 117 saídas
Emulador usado na review: Snes9x 1.53

"Tem alguem preso na caixa preta, e ele diz que temos que ajudar ele." 

Vamos a mais uma hack para o blog, e desta vez é um jogo que promete (ainda mais caso você espere a animação da intro, que ficou muito boa).Talvez a única coisa que ficou faltando mesmo foi o nome, mas não podemos fazer nada, já que o autor deixou a hack com esse título inusitado.

Tudo começa com um personagem que se diz trancado em uma caixa, por razões desconhecidas, e que precisa de ajuda do jogador para ser libertado da mesma. (Dahora que sair da caixa rende um bom bate papo de filosofia, mas este blog não trabalha com isso e não se sabe se esta área fará parte dele um dia, então deixa quieto). Algo um tanto quanto estranho de se perceber é que esse personagem não se identificou, e que parece ser uma entidade que pode influenciar na jogatina - não só dando dicas e alertas ao jogador e fazendo piadas sem graça também, porque sim, mas fazendo outras coisas bem interessantes (que é preferivel descobrir jogando, já que spoiler não é legal).

Trata-se de uma hack longa - 117 saídas - com uma quantidade elevada de fases com saídas secretas, um mundo extra (star world) e um mundo especial, com fases bem peculiares. Pelo fato de ter muitas fases, uma coisa fácil de perceber é a variedade de mecânicas e de desafios que tem no jogo. Será possível encontrar praticamente todo tipo de desafio - desde fases autoscroll até descidas, labirintos e puzzles. Falando em fases, deu pra perceber uma boa variada no uso de gráficos, mas nada muito alem de algo clássico. Algumas fases usam os mesmos gráficos do smw, porem com mudança de palletas, já outras possuem bgs de outros jogos, mas os foregrounds em sua maioria são do smw original. Por isso, não espere encontrar algo avançado como uso de HDMA ou aquele gráfico cheio de detalhes. Em relação as músicas, grande parte do jogo usa músicas do smw original e do super mario bros 3. São poucas as fases que fizeram uso de música custom, mas elas ficaram muito boas (inclusive até engraçadas em um certo ponto).

A história foi outra coisa que chamou a atenção, não pelo desenrolar, mas sim pelo desfecho, que foi algo bem interessante. Passar por certas fases foi uma experiencia um tanto quanto diferente, até porque não são muitas as hacks que fazem esse tipo de coisa. Por isso, vale a pena jogar esta hack.
Mais algumas imagens e vamos as notas.



Dificuldade: 2/5
Bem tranquilo no geral. Basta se concentrar um pouco, principalmente na parte final da hack (onde a coisa fica bem punk).

Jogabilidade: 8,5/10
O jogo é bem variado, e possui um fator exploração forte. Algumas saídas secretas foram um pouco demoradas de se encontrar, mas nada quase impossível de se fazer.

Gráficos: 8,5/10
Cumprem bem o papel para o que foi proposto. Nada muito extravagante, mas combinações boas.

Músicas: 8/10
Maior parte do jogo original, mas as musicas custom são muito boas e foram muito bem utilizadas na hack.

O mapa: 8/10
É bem facil se perder no mapa, só dizendo. Muitos caminhos alternativos, e muitos mundos pra explorar. O único grande problema está aqui (não pressione pra esquerda neste ponto).

Criatividade: 9/10
A hack é bem completa, e o desfecho da historia foi um ponto bem positivo. Algo interessante nesta hack é que se o jogador explorar bem, vai encontrar muito mais do que o esperado...

Nota final: 9,2/10
Dá pra se divertir muito com esta hack, mas não queira terminar ela com pressa, senão vai dar altos rages.





Um comentário:

  1. como faço para jogar as hacks no wii? não aparece na hora de jogar
    obrigado

    ResponderExcluir